+
Geografia

Formação da cultura brasileira (continuação)


Cultura africana

O negro africano foi trazido para o Brasil para ser empregado como mão de obra escrava. Conforme as culturas que representavam (ritos religiosos, dialetos, usos e costumes, características físicas, etc) formavam três grupos principais, os quais apresentavam diferenças acentuadas: os sudaneses, os bantos e o malês.

A cidade de Salvador, no nordeste do Brasil, foi a que recebeu o maior número de negros e onde sobrevivem vários elementos culturais como o "traje de baiana" (com turbante, saias rendadas, braceletes, colares), a capoeira, os instrumentos de música como o tambor, atabaque, cuíca, berimbau e afoxé.

De modo geral, a contribuição cultural dos negros foi grande: na alimentação (vatapá, acarajé, acaçá, cocada, pé de moleque, etc), nas danças (quilombos, maracatus e aspectos do bumba meu boi) e nas manifestações religiosas (o candomblé na Bahia, a macumba no Rio de Janeiro e o xangô em alguns estados do Nordeste).


Capoeira - herança africana presente no Brasil


O "traje de baiana" (com turbante, saias rendadas, braceletes, colares), elemento presente na cultura brasileira