Geografia

Região Nordeste do Brasil (continuação)


A diversidade das características físicas, que condicionam a ocupação e a economia da Região Nordeste, a subdivide em quatro sub-regiões:

  • Meio-Norte
  • Sertão
  • Agreste
  • Zona da Mata

Acompanhe no mapa a localização e logo a seguir as informações sobre cada uma delas.


Mapa das sub-regiões nordestinas:
1
Meio-Norte, 2 Sertão, 3 Agreste, 4 Zona da Mata

Zona da Mata

Faixa litorânea de até 200 km de largura, do Rio Grande do Norte ao sul da Bahia, com clima tropical úmido, chuvas concentradas no outono e inverno, exceto no sul da Bahia, onde se distribuem ao logo do ano. O solo, escuro e fértil, é o massapé, formado por gnaisses e calcários. A vegetação natural, praticamente extinta, é a Mata Atlântica, substituída pela cana-de-açúcar no início da colonização. Metrópoles regionais: Salvador e Recife.


Mata Atlântica em Olinda, Pernambuco

Agreste

Área de transição entre a úmida Zona da Mata (brejos) e o Sertão semiárido. Os terrenos mais férteis são ocupados por minifúndios, com culturas de subsistência e pecuária leiteira.


Agreste

Sertão

Na maior parte das depressões interplanálticas semiáridas do interior, chega até o litoral no Rio Grande do Norte e Ceará. Metrópole regional: Fortaleza, de maior crescimento no Nordeste.


Cidade de Fortaleza - Ceará

O clima é semiárido, as chuvas escassas e mal distribuídas. Os solos rasos e pedregosos dificultam a agricultura.


Solo característico do sertão nordestino

A vegetação típica é a caatinga. Nas partes mais úmidas, há bosques de palmeiras, especialmente a carnaubeira (a "árvore da providência", pois todas as suas partes são aproveitadas).


Carnaúba, a "árvore da providência"

O maior rio é o São Francisco, única fonte perene de água para as populações ribeirinhas, com várias usinas, como a da represa de Sobradinho, em Juazeiro (BA), e a hidrelétrica de Paulo Afonso.


Rio São Francisco, na Bahia

A economia baseia-se em latifúndios de baixa produtividade, com pecuária extensiva e culturas de algodão seridó. Apresentando más condições de vida, é a região de onde sai o maior número de migrantes.


Algodão seridó - cultura de algodão em Seridó (região que compreende os estados do Rio Grande do Norte e da Paraíba de acordo com classificação do IBGE).

Meio-Norte

Região de transição entre o sertão semiárido e a região amazônica, com clima mais úmido e vegetação exuberante à medida que avança para oeste. Seu principal rio é o Parnaíba, na divisa entre Maranhão e Piauí, represado pela hidrelétrica de Boa Esperança.


Hidrelétrica de Boa Esperança

A vegetação natural é a Mata dos Cocais, com a palmeira babaçu para extração de óleo para utilização em cosméticos, sabões, margarinas, lubrificantes.


Palmeira babaçu

A economia é agrícola, com plantações de milho e arroz nos vales úmidos do Maranhão. A industrialização só começou nos anos 1980, com a instalação da Alumar e da Usimar, extensão dos projetos minerais na Amazônia e construção dos portos de Itaqui e Ponta do Madeira, em São Luís (MA), que exportam o minério de ferro de Carajás.


Cultivo do milho no Maranhão