A história

Dia 261 da administração Obama, 7 de outubro de 2009 - História


O presidente começou seu dia com um briefing diário de segurança, seguido por um briefing econômico.

Ele então se reuniu com seus conselheiros seniores.

O presidente então se reuniu com o secretário da Agricultura, Tom Vilsack.

À tarde, o Presidente participou da recepção dos prêmios para a Medalha Nacional de Ciência e Medalha Nacional de Tecnologia e Inovação. Recebeu as seguintes premiações:

Medalha Nacional da Ciência
Dr. Berni Alder, Laboratório Nacional Lawrence Livermore, CA
Dr. Francis Collins, National Institutes of Health, MD
Dra. Joanna Fowler, Laboratório Nacional de Brookhaven, NY
Dra. Elaine Fuchs, The Rockefeller University, NY
Dr. James Gunn, Princeton University, NJ
Dr. Rudolf Kalman, Instituto Federal Suíço de Tecnologia, Zurique
Dr. Michael Posner, University of Oregon, OR
Dra. JoAnne Stubbe, Instituto de Tecnologia de Massachusetts, MA
Dr. J. Craig Venter, Instituto J. Craig Venter, MD & CA

Medalha Nacional de Tecnologia e Inovação
Dr. Forrest M. Bird, Percussionaire Corp., ID
Dra. Esther Sans Takeuchi, University at Buffalo, SUNY, NY
Equipe: Dr. John E. Warnock e Dr. Charles M. Geschke (Adobe Systems Inc., CA)
Empresa: IBM Corporation, NY

O presidente então se reuniu com sua equipe de segurança sênior para discutir o Afeganistão. O seguinte compareceu à reunião:

Vice-presidente Biden
Secretária de Estado Clinton
Secretário de Defesa Gates
Embaixadora Susan Rice, Permanente
Representante dos Estados Unidos junto ao Embaixador das Nações Unidas, Richard Holbrooke,
Representante Especial dos EUA para o Afeganistão e Paquistão
Almirante Michael Mullen, Presidente da Junta de Chefes de Estado-Maior
General David Petraeus, Comando Central dos EUA
General Stanley McChrystal, Comandante dos EUA no Afeganistão (via videoconferência)
Almirante Dennis Blair, Diretor de Inteligência Nacional, Diretor da CIA, Leon Panetta Karl Eikenberry, Embaixador dos Estados Unidos no Afeganistão (via videoconferência)
Anne Patterson, Embaixadora dos EUA no Paquistão (via videoconferência)
General James Jones, Conselheiro de Segurança Nacional
Tom Donilon, Conselheiro Adjunto de Segurança Nacional John Brennan, Assistente do Presidente para Contraterrorismo e Segurança Interna


Dia 261 da administração Obama, 7 de outubro de 2009 - História

Logo de cara, o presidente 0bama definiu o temperamento de sua presidência:

Os principais líderes do Congresso de ambos os partidos se reuniram na Casa Branca para uma discussão de trabalho sobre a forma e o tamanho do plano de estímulo econômico do presidente Barack Obama. O encontro foi planejado para promover o bipartidarismo.

Mas Obama mostrou que, em um debate ideológico, ele não se opõe a usar um jab.

Desafiado por um senador republicano sobre o conteúdo do pacote, o novo presidente, segundo os participantes, respondeu: “Eu venci”.

Mais tarde em sua presidência, ele repetiu a mesma declaração, enquanto continuava a enfiar o dedo nos olhos dos republicanos

O republicano da Câmara, Whip Eric Cantor, deu ao presidente Obama uma lista de propostas modestas para o projeto de lei. Obama disse que levaria em consideração as ideias do Partido Republicano, mas disse aos republicanos reunidos que "as quoteleções têm consequências" e "ganhei".

Agora, o presidente 0bama diz aos republicanos que eles precisarão entrar na parte de trás do ônibus, mesmo que reconquistem as duas casas.

. e ele perdeu a parte em que ele é apenas o presidente, desde que ele conduza fielmente a nação, e não apenas quão bem ele empurra sua agenda pessoal goela abaixo do povo.

Você sabe que ele vai chorar muito se um congresso controlado por republicanos lembrá-lo de que eles venceram.

Certamente Obama é um dos democratas mais centristas há muito tempo. Tanto democratas quanto independentes apontam exemplo após exemplo em que Obama capitulou aos interesses republicanos e, como resultado, corroeu sua base democrata. Pelo menos admita que ameaças de obstrução e obstrução direta têm sido uma característica constante da vida do Congresso desde 2008 e que, sob Obama, a agenda republicana rola apenas impedida por não ter um presidente republicano para levar o crédito. diz! Estou acompanhando este tópico e quero ver o reconhecimento da boa fé de Obama para com a causa republicana ou postarei novamente. Ou você pode abandonar o fio agora e fugir para algum novo para manter o sangue ruim. Ingratos!

Certamente Obama é um dos democratas mais centristas há muito tempo. Tanto democratas quanto independentes apontam exemplo após exemplo em que Obama capitulou aos interesses republicanos e, como resultado, corroeu sua base democrata. Pelo menos admita que ameaças de obstrução e obstrução direta têm sido uma característica constante da vida do Congresso desde 2008 e que, sob Obama, a agenda republicana rola apenas impedida por não ter um presidente republicano para levar o crédito. diz! Estou acompanhando este tópico e quero ver o reconhecimento da boa fé de Obama para com a causa republicana ou postarei novamente. Ou você pode abandonar o fio agora e fugir para algum novo para manter o sangue ruim. Ingratos!

Bem, acho que você não ficará feliz até que DC seja 100% democrata em todas as cadeiras da casa. Com isso, eu me despeço.

Este ingrato não lerá mais suas postagens.

Isso é feito o tempo todo na política. É uma afirmação de poder e uma expressão de força. Alguém se lembra da resposta do presidente Bush & quotEu tenho um mandato & quot à pergunta de um repórter, quando ele obteve apenas 51% do apoio do eleitorado? Ele tinha que dizer isso para obter qualquer tipo de respeito de seus oponentes. E o presidente Obama teve que dizer o que disse.

É um concurso de xixi, só isso. Vocês todos estão ficando calções amontoados sobre nada.


Após 62 anos de ditadura, os cubanos podem finalmente desfrutar do & # 8220 croquete explosivo & # 8221

O morador de Havana, Anselmo López Galves, sofreu queimaduras em todo o corpo ao tentar fritar as croquetas.

Essas croquetas em Cuba são explosivas. Fabricante avisa sobre "violência" se não for cozinhada da maneira certa
The Miami Herald

Dezenas de pessoas em Cuba reclamaram nas últimas semanas que os croquetas feitos por uma empresa estatal explodem quando são cozidos e causam queimaduras. Os cubanos compartilharam imagens de rostos queimados - e vídeos das croquetas saltando do óleo quente - nas redes sociais.

Depois de uma série de reclamações, a empresa estatal Prodal admitiu que seus croquetas são propensos à “violência” e alertou os clientes para prepará-los com cuidado.

“É um erro comum na hora de fritar. O óleo deve estar a cerca de 180 graus [356 graus Fahrenheit], o croquete deve estar em temperatura ambiente e você não deve fritar muitos ao mesmo tempo. No caso da Croqueta Criolla, eles têm uma massa mais densa e se abrem com mais ‘violência’ ”, postou Prodal no Twitter.
O morador de Havana, Anselmo López Galves, sofreu queimaduras em todo o corpo ao tentar fritar as croquetas. Outros clientes também compartilharam vídeos e fotos das explosões e suas consequências em suas contas de mídia social.
López Galves disse que começou a fritar as croquetas depois de comprá-las em um mercado estadual em 24 de março.

“Para minha surpresa, essas croquetas começaram a explodir na minha cara, causando queimaduras por todo o meu corpo e desfigurando-me o rosto”, disse López Galves no Facebook.

López Galves disse que o médico que o atendeu no hospital Calixto García lhe garantiu que várias pessoas vieram no mesmo dia com queimaduras, vítimas dos croquetas explosivos.

Segundo dados oficiais, o Prodal produziu 20 mil toneladas de alimentos no ano passado, entre salsichas, frios e croquetas, que são vendidos em lojas do governo.

Raúl Rodríguez, editor de esportes da Rádio Havana Cuba, alertou os cubanos sobre o perigo de fritar croquetes, que ele disse explodir na cara de um amigo.
“Cuidado com as croquetas”, disse Rodríguez no Facebook, e se perguntou se alguns dos ingredientes do produto popular são a razão de eles explodirem.

Em Cuba, um país que sofre de grande escassez de alimentos, as croquetas são populares, especialmente entre as pessoas de baixa renda.

O Prodal lançou uma campanha para ensinar os cubanos a fritar seu produto.

“Para que o seu Croqueta Criolla Prodal fique perfeito, é preciso fritá-lo corretamente. Antes de fritar, leve-os à temperatura ambiente. Aqueça bastante óleo para cobri-los. Cuide para que o óleo não saia ”, disse a empresa no Twitter.

Muitos usuários responderam à postagem com pedidos de desculpas da empresa e o recolhimento das croquetas.

“Responsabilizem-se e indenizem as vítimas por sua ineficácia, irresponsabilidade e falta de profissionalismo”, disse José Núñez Carvajal no Twitter.

Tweeted Daniel Granda Fernández: “Eles deveriam parar a produção até que o problema seja resolvido.”


O horário

Pela manhã, o Presidente receberá o Briefing Diário Presidencial no Salão Oval. Está Reunião é Imprensa fechada.

À tarde, o presidente viajará para Chicago, Illinois. A saída do South Lawn é aberta à imprensa, e a chegada ao Aeroporto Internacional Chicago O'Hare está aberta à mídia pré-credenciada.

À noite, o presidente fará seu discurso de despedida ao povo americano, onde agradecerá a seus apoiadores, celebrará as maneiras como mudamos este país para melhor nos últimos oito anos e oferecerá sua visão sobre para onde vamos todos daqui. . O vice-presidente, a primeira-dama e o Dr. Biden também estarão presentes. O discurso do presidente no McCormick Place está aberto à mídia pré-credenciada, no entanto, o prazo de RSVP já passou.

Mais tarde, o presidente partirá de Chicago, Illinois, a caminho de Washington, DC. A partida do Aeroporto Internacional O'Hare de Chicago está aberta à mídia pré-credenciada, e a chegada ao South Lawn é aberta à imprensa.

O presidente recebe o briefing diário presidencial

O presidente deixa a Casa Branca a caminho da Base Conjunta de Andrews

Reunião final da South Lawn Open Press 15:15 - North Doors of the Palm Room

O presidente deixa a Joint Base Andrews a caminho de Chicago, Illinois

Tempo de ligação da cobertura da piscina de viagens 14h15 - Virginia Gate, Base Conjunta Andrews

O presidente chega em Chicago, Illinois

Aeroporto Internacional O'Hare de Chicago Aberto à mídia pré-credenciada

O presidente faz seu discurso de despedida ao vice-presidente, a primeira-dama e ao Dr. Biden também


Certidão de nascimento de obama: mais solicitação de investigação

OBAMA YOUTUBE VIDS E LINKS ABAIXO
Os seguintes videoclipes (youtube) e áudio (apresentador de talk show de rádio de Detroit - Mike in the Morning) estão catalogados aqui e fornecidos para sua análise. O fornecimento desses clipes e links não constitui um & quotendosso & quot por Hickory Hammock Baptist Church de qualquer material contido neles. Nem esses clipes representam uma posição particular que a Igreja Batista de Hickory Hammock pode tomar nesses assuntos. Esses clipes são simplesmente clipes de & quotinteresse & quot fornecidos para sua referência rápida.

Por Chelsea Schilling
WorldNetDaily 2008

& quotUma entrevista de rádio com o embaixador do Quênia, Peter N.R.O. Ogego foi amplamente divulgado desde que o embaixador chamou o local de nascimento do presidente eleito Barack Obama no Quênia de uma atração "bem conhecida" - mas a embaixada agora está dizendo ao WND que os anfitriões entenderam mal seus comentários.

Em 6 de novembro, apenas dois dias após a eleição, os apresentadores de talk-show de rádio de Detroit Mike Clark, Trudi Daniels e Marc Fellhauer no programa & quotMike In The Morning & quot do WRIF ligaram para a Embaixada do Quênia em Washington, D.C., para falar com o Embaixador Ogego.

Os apresentadores de rádio ficaram surpresos quando sua entrevista despreocupada com Ogego reacendeu as suspeitas de que Obama pudesse ter nascido no Quênia.

Uma assistente do embaixador, referindo-se a si mesma apenas como & quotTrudy & quot, confirmou hoje que Ogego realmente participou da entrevista de rádio. Mas ela disse que o programa fez declarações importantes e interpretou os comentários a seguir fora do contexto. & Quot

Washamericom

Membro de Ouro

Que tal suas transcrições da faculdade?

BULDOGUE

Membro Diamante

Então agora você tem a ilusão de que ela poderia ter dito o que você queria que ela dissesse e não o que ela disse, porque o que ela disse não foi condenatório o suficiente?

Por que você acha que as pessoas entrevistadas no Quênia são mais convincentes do que as pessoas entrevistadas nos Estados Unidos?

Claro que você realmente não acha a madrasta convincente - quando ela diz repetidamente que Barack Obama não nasceu no Quênia.

Nascidos - você pode conduzi-los à verdade - mas não pode fazê-los acreditar na verdade.

BULDOGUE

Membro Diamante

Você pode explicar por que toda a juventude de Obama - antes de entrar na política - ele mesmo - afirmou ter nascido no Quênia?

Há anos estou esperando uma biblioteca explicar isso.

Não é possível & quotprovar & quotar algo que nunca aconteceu.

Ou VOCÊ tem provas de que o presidente Obama disse?

Washamericom

Membro de Ouro

Por que você acha que as pessoas entrevistadas no Quênia são mais convincentes do que as pessoas entrevistadas nos Estados Unidos?

Claro que você realmente não acha a madrasta convincente - quando ela diz repetidamente que Barack Obama não nasceu no Quênia.

Nascidos - você pode conduzi-los à verdade - mas não pode fazê-los acreditar na verdade.

Eu me pergunto por que ele não foi mais legal com seus parentes.


alguém tem fotos como essa de honolulu?

BULDOGUE

Membro Diamante

Por que você acha que as pessoas entrevistadas no Quênia são mais convincentes do que as pessoas entrevistadas nos Estados Unidos?

Claro que você não acha realmente convincente a madrasta - quando ela diz repetidamente que Barack Obama não nasceu no Quênia.

Nascidos - você pode conduzi-los à verdade - mas não pode fazê-los acreditar na verdade.

Washamericom

Membro de Ouro

Washamericom

Membro de Ouro

isso, porém, tem influência em sua alma.

e isto. é onde começa a controvérsia do nascimento.

Washamericom

Membro de Ouro


Obama nascido no Quênia está pronto para o Senado dos EUA
Barrack Obama, nascido no Quênia, e esperançoso no Senado dos Estados Unidos, parecia prestes a assumir a cadeira do Senado de Illinois depois que seu principal rival, Jack Ryan, desistiu da disputa na noite de sexta-feira em meio a um furor sobre as acusações do clube de sexo.

As alegações que horrorizaram companheiros republicanos e fizeram com que sua candidatura antes promissora implodisse em quatro dias deram a Obama uma clara vantagem enquanto os republicanos lutavam para encontrar uma alternativa.

A campanha de Ryan começou a desmoronar na segunda-feira após o lançamento de registros embaraçosos de seu divórcio. Nos registros, sua ex-mulher, a atriz Jeri Ryan, do Boston Public, disse que seu ex-marido a levou a clubes de sexo excêntrico em Paris, Nova York e Nova Orleans.

Barrack Obama
"Está claro para mim que um debate vigoroso sobre as questões mais provavelmente não aconteceria se eu permanecesse na corrida", disse Ryan, 44, em um comunicado. & quotO que aconteceria, em vez disso, seria uma campanha brutal de terra arrasada - o tipo de campanha que afastou tantos eleitores, o tipo de política que me recuso a jogar. & quot

Embora Ryan tenha contestado as alegações, dizendo que ele e sua esposa foram a um clube 'vanguardista' em Paris e saíram porque se sentiam desconfortáveis, criticou a mídia e disse que era "verdadeiramente ultrajante" que o Chicago Tribune pediu a um juiz para abrir o registros.

A escolha republicana se tornará um perdedor instantâneo na campanha pela vaga do senador republicano Peter Fitzgerald, já que Obama tinha uma ampla vantagem antes mesmo do escândalo estourar.

"Na verdade, sinto por ele", disse Obama a uma estação de TV de Chicago. & quotO que ele passou nos últimos três dias, acho que é algo que você não desejaria a ninguém. & quot

O comitê estadual republicano agora deve escolher um substituto para Ryan, que venceu nas primárias contra sete candidatos. Sua tarefa é complicada pelo fato de Obama ter uma vantagem confortável nas pesquisas e ser amplamente considerado uma estrela democrata em ascensão.

A presidente do Partido Republicano de Illinois, Judy Topinka, disse em entrevista coletiva, depois que Ryan se retirou, que os republicanos provavelmente levariam várias semanas para definir um novo candidato.

"Obviamente, esta é uma semana ruim para nosso partido e nosso estado", disse ela.

Ainda na quinta-feira, porta-vozes da campanha de Ryan ainda insistiam que Ryan permaneceria na corrida. Ryan havia se defendido dizendo: & quotNão há violação de nenhuma lei. Não há violação de nenhuma lei do casamento. Não há violação dos Dez Mandamentos em lugar nenhum. & Quot

Syriusly

Membro Diamante

a diretor de saúde pronunciou ele & quotnascido natural& quot um termo legal nebuloso na época (ainda é).

Por que você acha que as pessoas entrevistadas no Quênia são mais convincentes do que as pessoas entrevistadas nos Estados Unidos?

Claro que você não acha realmente convincente a madrasta - quando ela diz repetidamente que Barack Obama não nasceu no Quênia.

Nascidos - você pode conduzi-los à verdade - mas não pode fazê-los acreditar na verdade.

& quotthe as pessoas no Quênia não têm interesses políticos. & quot

Por que você não acredita nas pessoas do Quênia?

Na verdade não. eles estão orgulhosos por ele ter feito isso.

que foram entrevistas pagas.

não sei em quem acreditar, mas a noite é jovem.

o google está ficando cada vez mais forte, estou interessado no que estava escrito na época. por exemplo.

Barry Soetoro
6 de novembro de 2008, em Mensagens IM, Opinião, por Escritor Convidado
Barry Soetoro, também conhecido como a conexão de Barack Obama com a Indonésia.


Ex-aluno Menteng agora presidente dos EUA
Obama Barack foi eleito democraticamente presidente dos Estados Unidos.

Uma grande reviravolta para a melhor democracia que o dinheiro pode comprar, tendo em vista a seleção presidencial de Bush.

Mas, claro, a corrupção, o conluio e o nepotismo são o único monopólio do Terceiro Mundo - ou assim os iludidos habitantes do Ocidente repetem para si mesmos enquanto abraçam seus joelhos, balançando para frente e para trás - lembrando-se de como eles defendem os direitos humanos igualmente entre o conselho, totalmente desprovido de padrões duplos e totalmente alheio a raça, credo ou religião.

Barrak Hussein Obama II era filho da americana branca Ann Dunham e da queniana Barrak Hussein Obama Snr, em Nyang'oma Kogelo, agora no Quênia.

Aqui começa o link indonésio.

Ann Dunham se casou em 1967 com Lolo Soetoro, um javanês, cujo próprio pai, em 1946, foi morto junto com seu irmão mais velho, após o que o exército holandês incendiou a casa da família. Soetoro fugiu com sua mãe para o campo para sobreviver. Incidentalmente, mais uma prova dos crimes de guerra holandeses - delibrar a destruição de propriedade civil fora do campo de batalha.

Pak Lolo Soetoro era geólogo do exército e, mais tarde, consultor de relações governamentais da Mobil Oil. Obama descreve Soetoro como bem-educado, calmo e fácil com as pessoas.

Barry Soetoro na Indonésia com a mãe Ann Dunham, o padrasto Lolo Soetoro e a irmãzinha Maya Soetoro-Ng.

Dos 6 aos 10 anos, Obama viveu em Jacarta. Aos seis anos, Obama participou da Primária Católica de São Francisco de Assis. Muito se falou da mentira de que ele foi educado em uma madrassa - ou mais precisamente em uma Pesantren - isso, claro, era totalmente falso. Mais tarde, Obama Jnr frequentou a Escola Primária Modelo, Menteng, e foi registrado como muçulmano - pois seu pai era muçulmano.

Na escola muçulmana, a professora escreveu para contar à minha mãe que eu fazia caretas durante os estudos do Alcorão. Minha mãe não estava muito preocupada. _ Seja respeitoso, _ ela diria. Na escola católica, quando chegava a hora de orar, eu fechava os olhos e espiava pela sala. Nada aconteceu. Nenhum anjo desceu. Apenas uma freira velha e ressecada e 30 crianças morenas, murmurando palavras.

Um dos amigos de infância de & quotBerry's & quot era Adi, que costumava visitar a casa 16 Jalan Haji Ramli de & quotBerry's & quot. Falando muito em "desenvolvimento" holandês, na época em que a estrada desse bairro de classe média estabelecida era uma estrada de terra onde Obama costumava passar horas chutando uma bola de futebol.

Adi lembrou que Obama e seus amigos usavam sacolas plásticas sobre os sapatos para andar pela rua lamacenta durante a estação chuvosa.

Os muçulmanos da vizinhança faziam cultos em uma casa próxima, que já foi substituída por uma mesquita maior. Às vezes, quando o muezim soava o chamado para a oração, Lolo e Barry caminhavam juntos para a mesquita improvisada, disse Adi.

Sua mãe ia frequentemente à igreja, mas Barry era muçulmano. Ele foi à mesquita ”, disse Adi. "Eu me lembro dele vestindo um sarongue."

Obama passava a maior parte do tempo livre com Adi e outros amigos na casa de Yunaldi Askiar, um colega de classe. Eles costumavam jogar uma espécie de esgrima com bastões, chutar uma bola para cima e para baixo nas estreitas estradas de terra ou nadar no rio atrás da escola, disse Askiar, 42, mecânico de automóveis.

Obama era mais alto e mais bem vestido do que a maioria das crianças em aulas em que sapatos e meias ainda eram luxos, então ele se destacou desde o início. Como um afro-americano, e o único estrangeiro, ele sofreu provocações e provocações raciais, mas nunca se voltou para a violência.

“No início, todos acharam estranho tê-lo aqui”, disse Israella Dharmawan, sua professora da primeira série. & quotMas também estavam curiosos sobre ele, então, aonde quer que ele fosse, as crianças o seguiam. & quot

Seus amigos gostavam de pregar peças no Berry: Harmon ASki lembrou,

"Às vezes, dizíamos: 'Barry, você quer um chocolate?' No dia seguinte, daríamos a ele um chocolate novamente. Na terceira vez, daríamos a ele terasi (pasta de camarão fermentada) embrulhado como chocolate. Obama não ficou bravo. Ele iria rir disso. & Quot

Ann Soetoro mudou-se para Yogyakarta, enquanto Obama Jnr estudou em Jacarta. Ela se inspirou nas indústrias da vila Jogja, que se tornaram a base de sua tese de doutorado em 1992.

“Ela adorava viver em Java”, disse Dewey, que se lembra de ter acompanhado Soetoro a uma aldeia metalúrgica. “As pessoas disseram:‘ Olá! Como vai você? 'Ela disse:' Como está sua esposa? Sua filha teve o bebê? "Elas eram amigas. Então ela sacou seu caderno e disse: ‘Quantos de vocês têm eletricidade? Você está tendo problemas para conseguir ferro? '”

Dunham-Soetoro tornou-se consultor da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional na criação de um programa de crédito em vilas e, na época, oficial do programa da Fundação Ford em Jacarta, especializado no trabalho feminino. Mais tarde, ela foi consultora no Paquistão e, em seguida, ingressou no banco mais antigo da Indonésia para trabalhar no que é descrito como o maior programa de microfinanças sustentável do mundo, criando serviços como crédito e poupança para os pobres.

Obama no Havaí com Maya e Ann e seu avô materno, logo após deixar a Indonésia.

Em seu livro Memórias reveladoramente intitulado, Sonhos do meu pai, Obama descreve seu interlúdio na Indonésia como "uma longa aventura, a generosidade da vida de um menino". Mas ele também se lembra de ter ficado preocupado com a pobreza ao seu redor: & quott o olhar vazio nos rostos dos agricultores no ano em que as chuvas nunca vieram & quot, e o desespero dos mendigos deficientes que batiam à porta da família.

“O mundo era violento, eu estava aprendendo, imprevisível e muitas vezes cruel”, ele escreve. Obama e sua mãe, portanto, conhecíamos muito bem as duras realidades dos indonésios indígenas.

Fermina Katarina Sinaga, lembrou yojhng Obama em sua aula: na tarefa comum da aula escrever um ensaio intitulado “Meu sonho: O que eu quero ser no futuro”. Obama “escreveu‘ Eu quero ser um presidente ’”, disse ela. Durante uma designação posterior como redator da família, ele escreveu: “Meu pai é meu ídolo.

A conexão indonésia com Obama e tudo o que o moldou, provando mais uma vez todas as coisas javanesas e indonésias indígenas, o alicerce para os monumentos imponentes construídos sobre as fundações de uma grande civilização.

LOL- mas obrigado por fornecer uma foto de Barack Obama no estado em que ele nasceu.


Fermina Katarina Sinaga, lembrou yojhng Obama em sua classe


Dia 261 da administração Obama, 7 de outubro de 2009 - História

A New Progressive Alliance mantém referências que aliados e amigos podem usar para apoiar a Plataforma Unificada. Um dos nossos recursos que mantemos é uma lista crescente de referências para o artigo Não deixe essas pessoas ou organizações enganarem você

Com os dois Clinton, o grande número de referências rapidamente se tornou difícil de manejar, então criamos um artigo separado apenas para eles. Espera-se que o público veja além de seus sentimentos as ações reais dos Clinton.

Ambos os Clinton têm um histórico vergonhoso para o meio ambiente, guerra, corrupção e economia. Hilary Clinton (e Kerry depois dela) mentiu abertamente e profundamente enquanto a secretária de Estado sobre o oleoduto XL não afetando o meio ambiente. Clinton fez com que muitos contribuintes da campanha investissem pesadamente no oleoduto. Ela também forçou o fracking ao mundo.

Seu marido possibilitou o NAFTA, a Lei de Telecomunicações de 1996, a Reforma do Bem-Estar e a revogação de Glass-Steagall. Os Clinton têm seguido e expandido políticas ruins de maneira consistente. Consulte Faça seu caso. Veja também O Partido Democrático é o Mais Eficaz dos Dois Males.


21 de agosto de 2008

Estados de batalha - 22/08

Meu olhar um tanto semanal sobre os estados do campo de batalha. O senador John McCain (R-AZ) teve uma boa semana, como já foi discutido aqui. Três novos estados foram adicionados à lista do campo de batalha, dois dos quais são tradicionalmente azuis (MN, NH) e um tradicionalmente vermelho (NC). & # 160 Discussão a seguir:

Aqui está a classificação atual com diferença desde 15 de agosto entre parênteses:

  • Michigan (17): o democrata nas últimas 4 eleições, o senador Barack Obama (D-IL) atualmente lidera por 7 pontos.
  • Indiana (11): Republicano nas últimas 4 eleições, McCain por 6 (+7).
  • Ohio (20): Vencedor escolhido nas últimas 4 eleições, McCain por 4. (+2)
  • Missouri (11): Vencedor escolhido nas últimas 4 eleições, McCain por 7.
  • Pensilvânia (21): Democrata nas últimas 4 eleições, Obama por 5
  • Iowa (7): Vencedor escolhido em 3 dos últimos 4 (tinha Gore em 2000), Obama por 6. (+1)
  • Virgínia (13): Republicano nas últimas 4 eleições, atualmente empatado.
  • Flórida (27): Vencedor escolhido nas últimas 3 eleições, McCain por 3. (+1)
  • Colorado (9): Republicano nas últimas 3 eleições, McCain por 3. (+1)
  • Novo México (5): Vencedor escolhido em 3 dos últimos 4 (teve Gore em 2000), Obama por 5.
  • Montana (3): Republicano nas últimas 3 eleições, McCain por 1.
  • Dakota do Norte (3): Republicano nas últimas 4 eleições, McCain por 3.
  • Nevada (5): Vencedor escolhido nas últimas 4 eleições, McCain por 3.
  • Minnesota (10): Democrata nas últimas 4 eleições, Obama por 3. (novo)
  • New Hampshire (4): Democrata três das últimas 4 eleições (Bush em 2000), Obama por 1. (novo)
  • Carolina do Norte (15): Republicano nas últimas 4 eleições, McCain por 3. (novo)

Estados Bellwether (EV totais entre parênteses):

McCain: OH, FL, NV, MO (63)
Obama: IA, NM (12)

Totais de EV do campo de batalha (diferença desde 15 de agosto entre parênteses): McCain 104 (+26 devido à inclusão de NC), Obama 64 (+3 devido à inclusão de MN e NH), Empate: 13

Resto do mapa: McCain 157 (-15), Obama 200 (-14)

Totais: McCain 261, Obama 264

Pela primeira vez durante a campanha, Obama não está no banco do motorista. ”# 160 Ele se saiu bem como a“ estrela do rock ”, e não tão bem como o“ vencedor presumido ”. Resta saber como ele se sai em uma corrida apertada. Lembre-se de que ele não se saiu muito bem nas primárias democratas.

O único estado que mudou na última semana foi Indiana. No momento, isso significa que o VA controla tudo. Poucos estados tiveram qualquer alteração, pelo simples fato de que a maioria deles não tinha novas pesquisas. McCain também lidera no SD por apenas 4, mas essa é a primeira pesquisa mostrando esse estado tão próximo. Mais um e terei que adicioná-lo como campo de batalha também.

Eu disse na semana passada que Obama não estava realmente jogando na defesa em lugar nenhum. Isso não é mais verdade. Ele está jogando na defesa no MN e no NH. Mas McCain agora também está jogando na defesa no NC. A demografia nesse estado torna as coisas precárias para McCain.

Mais algumas boas pesquisas e provavelmente poderei tirar MI, IN, MO e IA desta lista. Na maioria das vezes, são boas notícias para McCain. Eu não acho que ele planejou IA, e MI sempre parecia fora de alcance de qualquer maneira. Mas tirar IN e MO fora do gráfico para Obama seria enorme.

No momento, McCain tem todo o ímpeto, mas o ímpeto muda rapidamente nas eleições presidenciais e Obama tem sua convenção chegando. Não poderia vir em melhor hora. & # 160 Espero que em uma semana a uma semana e meia a partir de agora, o mapa estará muito mais azul. Mas então, outra semana depois disso, pode estar de volta ao que é agora. & # 160 Pode não, entretanto. & # 160 Duas a três semanas é muito tempo em uma corrida tão acirrada. Cada vez mais parece que os debates serão cruciais nesta campanha. & # 160 Eu comentei sobre eles anteriormente, mas desde então pensei um pouco mais sobre isso e tenho mais a dizer sobre este assunto, então outro post sobre o debates virão em um futuro próximo.

FL ainda está muito mais perto do que deveria para McCain. Eu ainda acho que é o estado mais desconcertante no mapa para ele. & # 160 Para Obama, ele tem dois estados muito desconcertantes, MN e MO. & # 160 MN porque deveria ser azul sólido, e MO porque deveria estar bem próximo a um empate.

Eu ainda digo que para McCain vencer, ele tem que pegar tudo de FL, IN, MO, OH, NV e VA, o que parece uma tarefa difícil. No momento, ele lidera em cinco deles e o sexto está perto demais para pagar. Obama tem muitas maneiras de vencer, mas, em geral, ele só precisa escolher um desses seis estados.


Custos de saúde

Temos lutado para encontrar números confiáveis ​​e imparciais sobre o custo da saúde nos últimos anos, então não incluímos isso no que fornecemos, mas pensamos que era importante abordar o assunto com algumas observações. Nos últimos anos, os custos com saúde para a pessoa média pareceram aumentar significativamente, consumindo uma porção maior do salário de uma pessoa do que antes. O que muitos números e relatórios nos dizem, e o que muitos trabalhadores já sabem, é que os empregadores têm transferido o custo dos cuidados de saúde para os funcionários, reduzindo o número de opções de cobertura mais completas disponíveis para o seguro e incentivando os funcionários a usar planos de alta franquia que terminam custando mais do bolso do indivíduo ou da família. Essas mudanças podem contribuir significativamente para as razões pelas quais a estagnação salarial afetou de forma particular a carteira do consumidor americano nos últimos anos. Também houve aumentos de preços de medicamentos prescritos, bem como diminuições com mais opções genéricas disponíveis, que também podem afetar o custo geral dos cuidados de saúde.


Melhorias e correções na atualização

Atualizações de junho de 2021

Lançamento em 14 de junho

As atualizações a seguir estão disponíveis para o Surface Laptop 3 com dispositivos do processador Intel executando o Windows 10 de maio de 2019, versão 1903 ou superior.

Nome do histórico do Windows Update

Intel (R) WiFi 6 AX201 160 MHz

Melhora a confiabilidade da conexão sem fio.

Intel Corporation - Bluetooth - 22.40.0.2

Intel (R) Wireless Bluetooth®

Melhora a confiabilidade da conexão BT.

Intel - SoftwareComponent - 1.62.321.1

Aborda a vulnerabilidade crítica de segurança e melhora a estabilidade do sistema.

Intel - Sistema - 2102.100.0.1044

Interface do mecanismo de gerenciamento Intel (R)

Aborda a vulnerabilidade crítica de segurança e melhora a estabilidade do sistema.

Superfície - Firmware - 13.0.1763.5

Aborda a vulnerabilidade crítica de segurança e melhora a estabilidade do sistema.

Aborda a vulnerabilidade crítica de segurança e melhora a estabilidade do sistema.

Superfície - Extensão - 3.208.137.0

Processador de caneta Surface Touch

Resolve a verificação de bug ao usar o OneNote no aplicativo Teams.

Superfície - Firmware - 9.106.140.0

Aborda a vulnerabilidade crítica de segurança e melhora a estabilidade do sistema.

As atualizações a seguir estão disponíveis para o Surface Laptop 3 com dispositivos do processador Intel executando o Windows 10 de maio de 2019, versão 1903 ou superior.

Nome do histórico do Windows Update

Superfície - Sistema - 14.411.139.0

Agregador de sistema de superfície - Firmware

Melhora o relatório da bateria.

Surface - Firmware - 14.204.139.0

Teclado de superfície - firmware

Melhora os relatórios de integridade do teclado.

Superfície - Firmware - 9.104.140.0

Resolves stability issues and improves device reliability.

Surface Integration – System devices

Addresses Touch Screen delay when using the OneNote app.

Intel(R) WiFi 6 AX201 160MHz - Network adapter

Addresses critical security vulnerabilities and improves connection stability.

Intel Corporation - Bluetooth - 22.30.0.4

Intel(R) Wireless Bluetooth – Bluetooth

Addresses critical security vulnerabilities and improves connection stability.

Surface - Firmware - 6.1.137.0

Surface Dock Firmware Update

Improves stability when connected to external display via Surface Dock 2.

Surface Serial Hub Driver - System

Improves device stability by addressing critical bugcheck.

Surface Trusted Platform Module 2.0 - Security devices

Addresses critical security vulnerabilities.

The following updates are available for Surface Laptop 3 with Intel Processors devices running Windows 10 May 2019 Update, version 1903, or greater.

Windows Update History Name

Intel Corporation - System - 10.24.0.4813

Intel(R) Smart Sound Technology (Intel(R) SST) Audio Controller - System devices

Improves audio performance and battery life.

Intel Corporation - System - 10.24.4813.245

Intel(R) Smart Sound Technology (Intel(R) SST) OED - System devices

Improves audio performance and battery life.

Intel(R) WiFi 6 AX201 160MHz - Network adapters

Improves Wi-Fi reliability and stability.

Intel(R) Wireless Bluetooth - Bluetooth

Improves Bluetooth reliability and stability.

Realtek Semiconductor Corp. - SoftwareComponent - 11.0.6000.92

Realtek Hardware Support Application - Software components

Improves audio performance and device stability.

Realtek Semiconductor Corp. - Extension - 6.1.0.9

Realtek Device Extension - Extn

Improves integration between system services.

Realtek Semiconductor Corp. - Media - 6.0.9083.3

Realtek High Definition Audio (SST) - Sound, video, and game controllers

Improves audio performance and device stability.

Intel Corporation - System - 1.0.1709.0

Detection Verification - System devices

Improves Cortana voice activation scenarios.

Surface Trusted Platform Module 2.0 - Security devices

Addresses security updates and improves system stability.

The following updates are available for Surface Laptop 3 with Intel Processors devices running Windows 10 May 2019 Update, version 1903, or greater.

Windows Update History Name

Intel Corporation – Display - 27.20.100.8681

Intel(R) Iris(R) Plus Graphics – Display adapters

Improves system graphics performance, stability, and security.

Intel Corporation – Extension - 27.20.100.8681

Intel(R) Iris(R) Plus Graphics Extension

Improves integration between system services and stability.

Surface – Firmware - 9.102.140.0

Addresses security updates and improves system stability.

The following updates are available for Surface Laptop 3 devices with Intel Processors devices running Windows 10 May 2019 Update, version 1903, or greater.

Windows Update History Name

Intel – SoftwareComponent - 1.61.251.0

Intel® iCLS Client - Software components

Addresses security updates and improves system stability.

Intel – System - 2031.15.0.1743

Intel® Management Engine Interface -System devices

Addresses security updates and improves system stability.

Intel® - Extension - 1952.14.0.1470

(Intel® Management Engine Extension) - no Device Manager notes

Addresses security updates and improves system stability.

Surface – HIDClass - 3.31.139.0

Surface Hid Mini Driver - Human Interface Devices

Improves system stability and addresses system bugcheck.

Surface - System - 6.105.139.0

Surface Integration Service Device - System devices

Improves integration between system services and addresses system bugcheck.

Surface – Firmware – 13.0.1594.2

Addresses security updates and improves system stability.

Surface – Firmware – 9.101.140.0

Addresses security updates and improves system stability.

The following updates are available for Surface Laptop 3 devices with Intel Processors running Windows 10 May 2019 Update, version 1903, or greater.

Windows Update History Name

Intel(R) WiFi 6 AX201 160MHz - Network adapters

Intel Corporation - Bluetooth - 21.110.0.3

Intel(R) Wireless Bluetooth - Bluetooth

Improves Bluetooth stability.

Surface - Monitor - 4.28.139.0

Resolves low brightness issues and improves the device color profile performance.

Realtek Semiconductor Corp. - SoftwareComponent - 11.0.6000.92

Realtek Hardware Support Application - Software components

Resolves the application crash during audio scenario.

Realtek Semiconductor Corp. - Media - 6.0.8936.1

Realtek High Definition Audio (SST) - Sound, video, and game controllers

Improves audio performance and battery life.

Realtek Semiconductor Corp. - Extension - 6.1.0.6

Realtek High Definition Audio (SST) Extension - no Device Manager notes

Improves integration between system services.

The following updates are available for Surface Laptop 3 devices with Intel Processors running Windows 10 May 2019 Update, version 1903, or greater.

Windows Update History Name

Surface - Firmware - 7.124.140.0

Addresses issues related to the automatic brightness adjustment at low brightness.

Surface -Firmware - 14.310.139.0

Surface System Aggregator - Firmware

Improves device stability and battery reliability.

Surface - System devices - 6.94.139.0

Surface Integration Service Device - System devices

Improves reliability related to the Surface App experience.

Surface - Firmware - 14.102.139.0

Surface Keyboard - Firmware

Resolves keystroke repeat issues.

The following updates are available for Surface Laptop 3 devices with Intel Processors running Windows 10 May 2019 Update, version 1903.

Windows Update History Name

Intel(R) Corporation - System - 10.24.0.3694

Intel Smart Sound Technology (Intel SST) OED - System devices

Improves audio reliability with Netflix and Cortana apps.

Intel(R) Corporation - System - 10.24.0.3694

Intel Smart Sound Technology (Intel SST) Audio Controller - System devices

Improves audio reliability with Netflix and Cortana apps.

Intel(R) WiFi 6 AX201 160MHz - Network adapters

Resolves issue with WiFi connection throughput and improves stability.

Intel Corporation - Bluetooth - 21.80.0.3

Intel(R) Wireless Bluetooth - Bluetooth

Improves BT connection reliability when the device resumes from sleep.

Improves Surface Dock 2 reliability during Wake On LAN scenarios and improves the overall stability.

Surface Integration Service Device - System

Improves Surface Dock 2 reliability during authentication scenarios.

Surface - Monitor - 3.92.139.0

Surface Display - Monitors

Improves the device color profile performance.

Surface - Firmware - 14.109.139.0

Surface System Aggregator - Firmware

* Improves Battery Lifespan Saver reliability.

Observação: To learn more about Battery Lifespan Saver, see Caring for your Surface battery.

Surface Laptop 3 with Intel processor

The following updates are available for Surface Laptop 3 devices with Intel Processors running Windows 10 May 2019 Update, version 1903.

Windows Update History Name

Surface - Firmware - 13.0.1319.2

Addresses unexpected shutdown failure, and improves system stability.

Surface – Firmware – 7.123.140.0

Addresses unexpected shutdown failure, and improves system stability.

The following updates are available for Surface Laptop 3 devices with Intel Processors running Windows 10 October 2018 Update, version 1809, or greater.

Windows Update History Name

Surface – System - 19.62.139.0

Surface Integration – System devices

improves display brightness scenarios and improves integration between system services.

Intel – SoftwareComponent - 1.58.48.0

Intel(R) ICLS Client - Software devices

improves integration between system services.

Intel Corporation – Extension - 26.20.100.7641

Intel(R) Iris(R) Plus Graphics Extension

improves graphics stability and performance and improves integration between system services.

Intel Corporation – Display - 26.20.100.7641

Intel(R) Iris(R) Plus Graphics – Display adapters

improves graphics stability and performance.

Intel(R) Corporation – System - 10.24.0.3316

Intel(R) Smart Sound Technology (intel(R) SST) Audio Controller - System devices

improves audio performance.

Intel(R) Corporation – System - 10.24.0.3316

Intel(R) Smart Sound Technology (Intel(R) SST) OED – System devices

improves audio performance.

Realtek Semiconductor Corp. - SoftwareComponent - 11.0.6000.92

Realtek Hardware Support Application - Software components

improves audio performance.

Realtek Semiconductor Corp. - Extension - 6.1.0.2

improves integration between system services.

Realtek Semiconductor Corp. - Media - 6.0.8846.1

Realtek High Definition Audio (SST) - Sound, video, and game controllers

improves audio performance.

Surface Integration Service Device – System devices

improves integration between system services.

Surface Light Sensor – System devices

improves system light balance and contrast.

Intel(R) Management Engine Interface - System devices

improves system stability.

Surface RETIMER - Firmware

improves system stability.

Surface – Firmware - 7.100.140.0

improves system stability.

The following updates are available for Surface Laptop 3 devices with Intel Processors running Windows 10 May 2019 Update, version 1903, or greater.

Windows Update History Name

Intel – Software Component – 1.57.263.0

Intel(R) iCLS Client – Software components

1.57.263.0 improves integration between system services.

Realtek Semiconductor Corp. – Media - 6.0.8812.1

Realtek High Definition Audio – Sound, video, and game controller

6.0.8812.1 improves Cortana speech experience.

Realtek Semiconductor Corp. – Extension – 6.1.0.1

6.1.0.1 improves integration between system services.

Realtek Semiconductor Corp. – Software Component – 11.0.6000.92

Realtek Hardware Support Application – Software components

11.0.6000.92 improves audio performance.

Surface Integration – System devices

19.60.139.0 improves integration between system services.

Surface – Firmware – 14.17.139.0

Surface Keyboard – Firmware

14.17.139.0 improves system stability.

Surface – Firmware – 13.0.1312.4

13.0.1312.4 improves stability with USB-C scenarios.

Surface - Firmware – 14.42.139.0

Surface System Aggregator – Firmware

14.42.139.0 improves driver installation servicing.

Surface - Firmware – 6.22.140.0

6.22.140.0 improves system stability.

The following updates are available for Surface Laptop 3 devices with Intel Processors running Windows 10 October 2018 Update, version 1809 or greater.

Windows Update History Name

Surface - System - 19.53.139.0

Surface System Aggregator– Firmware

19.53.139.0 helps improve battery life.

Surface Integration Service Device – System devices

5.80.139.0 improves integration between services.

Surface - Firmware - 14.39.139.0

Surface Integration – System devices

14.39.139.0 improves integration between system services.

Intel Corporation - Extension - 25.20.100.7101

Intel(R) Iris(R) Plus Graphics – Display adapters

25.20.100.7101 helps improve battery life.


23 November 2008

Brothers in Arms: The Latest JFK Conspiracy

J ohn F. Kennedy died 45 years ago yesterday, and many people still aren't certain how that happened. Despite the gigantic effort of Vincent Bugliosi two years ago to refute every possible conspiracy theory, many remain unsatisfied with Lee Harvey Oswald's ability to pull off the crime unassisted and on his own initiative. While it may be facetious to cite Sgt. Hartman from the movie Jaqueta Full Metal, who describes the assassination as an example of what a motivated Marine can do with his rifle, that does pretty much sum up my view. I remain intrigued by conspiracy theory and theorists, however, because the shifting tides of belief might tell us something about our own changing times as JFK's generation grows old and generations with no memory of the living man come to the fore.

Brothers in Arms is a collaboration of crime journalist Gus Russo and novelist/screenwriter Stephen Molton. Russo earns an occasional favorable mention in Bugliosi's massive tome, but probably won't win any kudos for this effort. While he concedes readily that Oswald acted alone and pretty much on his own initiative, he believes that the Cuban government had the opportunity and the motive to abet the assassin. Russo speculates that the Castro regime, or its spymasters in Mexico City, gave Oswald financial assistance on different occasions, and may have promised, once aware of his intentions, to help him escape from Dallas. Russo's own view is that Oswald would have been a sucker to believe this, as his suspicion is that the Cubans would have killed him to keep their ties to him secret.

Russo and Molton's most impressive achievement is portraying a milieu in Mexico City that makes their story look plausible. They emphasize the high-stakes spy game that the U.S. and Cuba were playing, with the USSR and the Mexicans kibitzing, the Russians often helping the Cubans and the Mexicans sometimes helping both. They strive to demonstrate that the Cubans were capable of assassination as a tactic, pointing out various alleged terror plots against the U.S. and assassinations of others around the world. Both sides were looking for every advantage, constantly attempting to turn people, so it does seem plausible that Oswald would be noticed in nearby New Orleans and during at least one trip to Mexico.

Oswald's own motive was fame as a revolutionary hero, the authors assert. While the title announces that the book is mostly about the blood feud between the Kennedy and Castro brothers, Russo and Molton follow Oswald's career in the footsteps of Norman Mailer and other researchers. They do a good job suggesting that Oswald's aspiring ruthlessness fits right in with his time, though it's more dubious of them to claim that he was a kind of vanguard figure of the drop-out rebels from later in the 1960s. I give Molton credit for making the cross-cut narrative of Kennedy plots, Castro counter-plots and Oswald's adventures freshly dramatic for a reader very familiar with the material.

While plausible, however, their thesis isn't really convincing. To get beyond conjecture, they must depend on unnamed Cuban sources and on "Nikolai," whom they credit with copying out super-secret documents from the KGB archives that prove greater Cuban knowledge of Oswald than the Castro regime cares to admit. The nature of the JFK conspiracy racket brings many fabricators into it, and Russo's vouching for Nikolai, who had assisted a German researcher for a film about the Cuban theory, simply isn't good enough.

Other sources for Cuban conspiracy theories have been dismissed by Bugliosi, but on reviewing his chapter on Cuba, he seems to accept too readily the premise that Fidel Castro was too rational to risk war with the U.S. by having any association with Oswald. Russo and Molton take Castro's struggle with the U.S. from the beginning, with special attention to the Missile Crisis to show that Castro had grown extremely reckless and seemed to insist on a world war. They state that Castro went so far during the crisis as to seize one of the missile sites from the Russians by force rather than have Moscow limit his options. This helps them make their case that Castro was capable of anything, but it doesn't prove that he actually endorsed Oswald in any way.

Russo and Molton also throw Bugliosi's rationalization into question by emphasizing the reasons Lyndon Johnson had for suspecting Cuba from the moment of the assassination, as well as LBJ's reluctance to do anything about it. The way Bugliosi tells it, Castro wouldn't attempt a decapitation strike because, were his role detected, an invasion would have followed automatically. But in Russo's account, Johnson is immediately conscious that, despite growing tension between Cuba and the USSR from the Missile Crisis forward, war with Cuba would mean war with Russia -- a nuclear holocaust. In this version, Johnson orders a cover-up in order to eliminate any risk of a war, while Bobby Kennedy is pursuing the same means to avoid exposing his brother's efforts to have Castro killed. This part of the story depends on what looks more plausible to you: Johnson's reticence as described by Russo, or a knee-jerk drive for war as assumed by Bugliosi.

Johnson's role raises an abstract question that we've addressed in the past. If Russo and Molton are right, then Fidel Castro, however indirectly, practiced the policy of assassination as an alternative to war. History seems more certain that, after the Bay of Pigs fiasco, John Kennedy was doing the same. My colleague Crhymethinc has suggested that making this a common practice would make full-scale wars less likely. My skepticism toward the idea follows from an assumption that the public, at least in a democratic republic, would demand war if they learned that an enemy power had done the deed. In Russo's account, Johnson is determined to keep the public from learning about the Cuban connection, fearing that they, goaded by the Republican party, would indeed drive him toward war. But if Russo is right, then Cuba at least gave LBJ room to cover things up and keep their ties from Oswald from public awareness. True or not, that suggests how assassination as an alternative to war would have to work. It could never be a blatant attack by an explicit agent. It would have to be orchestrated in secret through disgruntled citizens of the targeted leader's own country, arranged so that the public would have the least chance of seeing foreign fingerprints on the crime. The leader's successor may figure out what actually happened, but the point of the exercise would have been to deter him from pursuing the policies that got his predecessor killed.

Speculating that way raises a further question. Assuming for argument's sake that Russo and Molton are right and that Johnson had good reason and some evidence to suspect Cuban involvement in the assassination, was his cover-up the act of a coward? Is the assassination of a leader, especially one who was elected democratically, an act which, if attributable to a foreign power, requires war in response as a matter of national honor or duty? Or was Johnson right to weigh costs against benefits? In this book, LBJ is somewhat aware of the Kennedy plots against Castro and doesn't really approve -- just as, ironically in retrospect, he advised JFK against deeper involvement in Vietnam. If Johnson decided that Kennedy had reaped what he had sown, how should that have altered the balance of calculations? If he learned the lesson Crhymethinc would say he should have learned -- and Russo suggests that he did -- might his refusal to go to war for Kennedy's sake have actually been the act of a statesman?

Because Russo and Molton can't really seal the deal until their sources are more forthcoming, any speculation about Johnson's response to the assassination is really for amusement purposes only. But the fact that they get you thinking about such things is one of the virtues of their book. With some details necessarily blurred, they paint a compelling picture of a dangerous period in American history. They lay on the schmaltz at the end with their portrayal of Bobby Kennedy attempting to atone for his role in the feud, and a hint at the very end that Raul Castro may do the same, but otherwise it's an often powerful and evocative book. It's probably unusual among conspiracy books that you can probably read it and not agree and still not feel like your intelligence has been insulted.